Vamos conversar sobre um tema bem delicado “relação entre Sócios “.

Vamos conversar sobre um tema bem delicado “relação entre Sócios “.

Vou contar aqui para vocês um case.

Sou Consultora de empresas, e costumo dizer que essa profissão é semelhante à de um médico de família, a diferença é que cuido da saúde das empresas.

Toda empresa pode ser comparada ao corpo humano, sendo, funcionários seus braços e pernas, clientes o coração e os sócios o cérebro.

E como todos sabem, o cérebro é responsável pelas funções de: Movimento, Equilíbrio e Postura. Sem ele nós sairíamos por aí como ‘marionetes ambulantes’.

Por isso, é importante que os sócios estejam alinhados e comprometidos com o sucesso da empresa para que ela possa prosperar.

 

Sócios

Vamos ao Case:

Realizei uma consultoria em uma empresa que apresentava muitos sintomas de falta de gestão, estavam “nadando no seco”. Expressão que remete a ideia de que: A coisa está feia; a situação está ruim. Nesse caso, passei alguns dias observando o funcionamento da empresa, e o que mais chamou atenção, foi que os dois sócios, ao invés de pensarem em estratégias para reverter a situação, eles competiam entre eles, e no quesito quem errava mais, ficava difícil escolher um, e o pior é que os funcionários já tinham percebido essa fraqueza, e trabalhavam sem nenhuma motivação. O caos estava instalado.

Se o “cérebro” não pensa o restante do corpo não funciona corretamente, concordam? A incompatibilidade entre os sócios era tanta que não enxergavam o quanto a empresa estava doente e apresentava sintomas gravíssimos como:

Baixa produtividade: Quando não há uma gestão eficaz, os funcionários podem não ter direção clara ou motivação para realizar suas tarefas de forma eficiente, resultando em baixa produtividade.

Desorganização: Onde a falta de gestão pode levar à desorganização nos processos internos da empresa, causando atrasos, erros e retrabalho.

Altos níveis de rotatividade de funcionários: quando há falta de um bom gerenciamento, isso pode levar à insatisfação dos funcionários, resultando em altas taxas de rotatividade.

Problemas financeiros: A gestão inadequada das finanças pode levar a problemas de fluxo de caixa, orçamentos estourados e dificuldades para pagar contas, fornecedores e funcionários.

Insatisfação do cliente: Quando os processos não são bem gerenciados, a qualidade do produto ou serviço pode sofrer, levando à insatisfação do cliente e à perda de negócios.

Conflitos internos: A falta de uma gestão eficaz pode levar a conflitos entre sócios e também entre funcionários ou departamentos, prejudicando o ambiente de trabalho e a colaboração.

Estagnação ou falta de inovação: Sem uma liderança eficaz, a empresa pode ficar estagnada e perder oportunidades de inovação e crescimento no mercado.

 

campaign creators gMsnXqILjp4 unsplash

 

Isso por que, os sócios ao invés de se unirem para solucionar os problemas, eles ficavam culpando um ao outro, não sendo capazes de reconhecer suas próprias falhas.

Foi um case que resultou na dissolução da sociedade e de quebra a inimizade entre os sócios.

Essa situação é mais comum do que vocês pensam. Por isso quando decidirem abrir um negócio e pensar em ter um sócio, procure alguém que compartilhe das suas ideias. Uma outra coisa fundamental é que, seu sócio ou sócia, entenda alguma coisa sobre o segmento em que vão atuar. Pense na famosa “outra metade da sua laranja”.

É importante já no início da sociedade, definirem suas responsabilidades e contribuições para a empresa, priorizando habilidades e experiências relevantes para o negócio. Isso ajuda a fornecer uma visão abrangente dos principais envolvidos no empreendimento.

Sendo assim, os sócios devem estar comprometidos com o sucesso da empresa e dedicados a contribuir para alcançar os objetivos estabelecidos.

Visto tudo isso, eu sempre falo sobre uma comunicação aberta e transparente dentro das empresas, principalmente entre os sócios, essa prática permite uma colaboração eficiente e a resolução de conflitos de forma construtiva.

Sócios

Posso citar aqui alguns aspectos do comportamento esperado de um sócio em um negócio:

Os sócios devem ser capazes de trabalhar em equipe, compartilhando decisões importantes considerando o consenso entre eles e o impacto nas operações da empresa. Devem agir com ética e integridade em todas as suas interações comerciais, mantendo a confiança dos clientes, funcionários e parceiros comerciais. Respeito pelas opiniões, contribuições e papéis de cada sócio é fundamental para manter um ambiente de trabalho saudável e produtivo.

Os sócios devem estar dispostos a se adaptar às mudanças do mercado e às necessidades da empresa, buscando constantemente maneiras de melhorar e inovar.

Perguntas e Respostas para: Vamos conversar sobre um tema bem delicado “relação entre Sócios “.

O que são os sócios de uma empresa e qual sua importância para o sucesso do negócio?

Os sócios são os proprietários ou co-proprietários de uma empresa, responsáveis pela gestão e tomada de decisões. Eles são fundamentais para o sucesso do negócio, pois são responsáveis por definir a visão e os objetivos da empresa, bem como por contribuir com capital, experiência e habilidades para o seu desenvolvimento.

Como a falta de alinhamento entre os sócios pode afetar uma empresa?

A falta de alinhamento entre os sócios pode levar a conflitos internos, falta de direção e foco, desmotivação dos funcionários, desorganização nos processos internos, problemas financeiros e estagnação ou falta de inovação. Isso pode comprometer gravemente o sucesso e a sustentabilidade da empresa.

Quais são os principais sintomas de falta de gestão em uma empresa?

Os principais sintomas de falta de gestão em uma empresa incluem baixa produtividade, desorganização nos processos internos, altos níveis de rotatividade de funcionários, problemas financeiros, insatisfação do cliente, conflitos internos e estagnação ou falta de inovação.

Como evitar conflitos entre sócios e garantir uma parceria de sucesso?

Para evitar conflitos entre sócios e garantir uma parceria de sucesso, é importante que eles compartilhem das mesmas ideias e valores, tenham habilidades e experiências complementares, definam claramente suas responsabilidades e contribuições para a empresa, e pratiquem uma comunicação aberta e transparente.

Qual a importância da comunicação aberta e transparente entre os sócios de uma empresa?

A comunicação aberta e transparente entre os sócios de uma empresa é fundamental para uma colaboração eficiente, a resolução de conflitos de forma construtiva e o alinhamento de objetivos e estratégias. Isso ajuda a fortalecer a parceria entre os sócios e a garantir o sucesso da empresa.

 

Brasil | Rio de Janeiro | Niterói

ERF Contabilidade
Silvana Chalita
@erfcontabilidade_
(21) 2719-1136 (21) 98532-1872
https://erfcontabilidade.com.br/
Rua Maestro Felício Toledo, nº 500 – salas 801/802 Centro – Niterói – RJ – Cep.: 24.030-107

Compartilhe este post:
× Como posso te ajudar?